É comum as pessoas resistirem à organizar-se por acreditarem que organização é prisão. Elas ficam com a sensação de que terão a vida engessada, amarrada, numa rotina entediante. Assim acontecia com a Aninha.

A Aninha sempre acreditou que viver de forma espontânea e deixando para decidir as coisas na hora é que era sinônimo de liberdade e muito mais estimulante. Então, ela deixava para decidir o rumo das férias em cima da hora, a compra do presente de aniversário em cima da hora e, claro, deixava para decidir o que iria comer em cima da hora.

O que ela não enxergava era que, ao deixar para decidir em cima da hora, ficava presa e à mercê de todos os tipos de imprevistos, ou da ocasionalidade e das sabotagens. Portanto, eram frequentes as situações em que ela chegava em casa cansada, não tinha nada para comer e chamava a tele entrega; ou as vezes em que não levava o lanche e então chegava no jantar com uma fome descontrolada.

E ela não enxergava que tudo isso a deixava ainda mais ansiosa, insegura, com a sensação de descontrole e de que a sua vida era imprevisível demais e passava a acreditar que era por isso que ela não conseguia emagrecer: as coisas simplesmente aconteciam e fugiam do seu controle. Mas, ainda assim, ela não aceitava a ideia de que com a organização tudo isso poderia melhorar, pois ela enxergava isso como uma prisão. “Nossa, que trabalhoso e chato planejar um cardápio. E se eu não quiser comer isso naquele momento?” Isso, com organização, também poderia ser resolvido.

E essa era outra coisa que ela não enxergava: por mais que ela tivesse organizado de determinada forma, ela poderia mudar de ideia e fazer diferente se quisesse. A organização pode contar com flexibilidade, sim.

Um dia a desorganização com o jantar chegou num ponto tal, que a Aninha decidiu dar uma chance para a organização. Foi quando ela entendeu e sentiu que organização é, na verdade, libertação; e que desorganização era, na verdade, a prisão.

organização é prisão

E você? Prefere estar mais organizado, no comando da sua alimentação e liberto dos imprevistos e sabotagens? Ou prefere continuar desorganização, com a ideia de que organização é rotina chata, e sempre caindo nas armadilhas dos imprevistos que você mesmo cria?

Se convenceu de que a organização é libertação? Então checa esse post sobre como organizar a sua compra de super mercado e garantir a constância do cuidado com a sua alimentação.