motivação para emagrecer

Emagrecer motivado e sem fazer dieta

Emagrecer motivado sem fazer dieta: o sonho da maioria das pessoas. Mas, será que isso é realmente possível? Embora você já tenha ouvido várias promessas de emagrecimento rápido, dietas milagrosas, talvez essa te pareço ainda mais utópica, afinal, emagrecer é tão relacionado a esforço, frustração, restrição…

Pergunte-se:

  • Você conhece alguém que conseguiu emagrecer motivado sem fazer dieta?
  • Aliás, o que é motivação para você? É acreditar que vai estar entusiasmado com o objetivo de emagrecer o tempo todo, ou que mesmo em momentos difíceis vai conseguir superar os obstáculos e seguir adiante?
  • Você conhece alguém que emagreceu (de verdade, que até hoje se mantenha magro) fazendo dieta?
  • Você conhece alguém que emagreceu motivado sem fazer dieta? Bem, se fazer dieta funcionasse, as pessoas estariam motivadas para emagrecer, e já estariam magras, inclusive você.

Eu te respondo:

Afinal, é possível emagrecer sem fazer dieta? A resposta é SIM.
É possível emagrecer de forma motivada? Duplo SIM.

A questão é que, para isso, você precisa de um suporte específico de quem entende das dificuldades que envolvem o emagrecimento, e que vão muito além da dieta.

Pare para pensar:

Quando você vai no consultório do profissional que você escolheu para acompanhar o seu emagrecimento, qual a primeira coisa que você faz depois? Vai no mercado comprar os itens da dieta.

Mas, alguém já te ajudou como fazer uma compra organizada e como manter isso de forma constante? Afinal, a organização de ter o que você precisa na hora que você precisa, ao menos na maior parte do tempo, é fundamental!

Então, para isso, é preciso aprender a:
1) reservar um momento da sua semana para ir ao super;
2) pensar sobre o que você gostaria de comer nos dias que virão;
3) ir ao mercado com uma lista de compras dos itens com suas quantidades aproximadas para durar o tempo planejado, e por aí vai…

E isso pode ser muito mais simples do que você imagina, sem falar que existem muito mais saídas para resolver esse problema.

A motivação é outra quando sabemos que temos o que precisamos em casa e conseguimos manter a constância do plano alimentar.

E quando você é tomado por aqueles pensamentos “sabotadores”, do tipo: Ah, mas é só hoje, não dá nada, eu mereço… Algum profissional já te explicou como esses pensamentos funcionam e te ensinou como lidar com eles para não cair repetidamente na “lábia” deles? Te digo que essa é uma parte fundamental do processo de emagrecimento, e que afeta demais negativamente a motivação.

É muito importante que você aprenda a:
1) tomar consciência dos seus pensamentos para:
2) aprender a pensar sobre eles (muito filosófico, não?) para, então:
3) aprender a questionar se esses pensamentos são coerentes, verdadeiros, distorcidos, mentirosos e, a partir disso, tomar uma decisão assertiva sobre comer ou não.

Como fazer

Existem muitas técnicas para isso. Imagine você tendo esses pensamentos numa frequência e intensidade muito menor e, ainda assim, quando eles surgirem na sua mente você conseguir lidar super bem com eles, não caindo nessas armadilhas, e então evoluir bem no seu emagrecimento, de forma muito mais motivada, sem vivenciar comportamentos de descontrole seguidos de culpa e arrependimento. E, repito, existem muito mais formas de melhorar isso.

E quando você vai numa festa, como proceder? Provavelmente você deve ter ouvido de profissionais a seguinte orientação: “Vá e coma 2 salgadinhos e 1 docinho”. Vamos combinar, não é bem assim, né!

E ainda vem a dona da festa que insiste para você repetir o bolo que você adora… Caramba, como manter a motivação com todo esse sentimento de injustiça?

É importante que você:

  1. Participe das festas sem medo de descontrole, podendo comer de forma realista, pois chegar numa festa já com programação mental de escassez (só vou poder comer x e Y) não funciona, e sempre existirão festas, as pessoas não deixarão de fazer aniversário;
  2. Faça combinações e negociações consigo mesmo antes de ir à festa, mas elas precisam ser realistas, factíveis, ou então, você se sentirá desacreditado e desmotivado, pois não conseguirá aplicar;
  3. Coma com atenção, para você vai ficar satisfeito psicologicamente com o que comer, com quantidades normais, adequadas, evitando a necessidade de se sentir cheio para conseguir parar de comer.

Imagine que legal você participar de uma festa e comer com prazer, mas sem descontrole. Depois, ir para casa feliz por ter participado e por ter comido, contudo, seguro de que isso não prejudicou o seu emagrecimento.

Ou quando surge um problema que te gera medo e ansiedade, tornando difícil não comer por essas emoções? Aí vem aquela pessoa e te diz: “Toma 1 copo grande de água que passa!” Sério… Não é assim que funciona…

Talvez funcione nas duas primeiras tentativas, no entanto, depois isso não se sustenta mais. Aí é que entra uma parte mais profunda do emagrecimento, que é melhorar a sua relação com a comida e com as emoções.

E isso não se resolve com um papel de dieta e nem um copo de água. Né? Pois, então, é muito importante aprender:

  1. A identificar suas emoções;
  2. Perder o medo de se conectar com elas (emoção assumida não vira comida);
  3. Entender quais são os gatilhos dos momentos de exagero;
  4. Começar a transformação da sua relação com a comida.

Imagine que maravilha você se alimentar de forma normal mesmo passando por momentos ou situações que te geram ansiedade, frustração, raiva, medo que, embora sejam emoções desagradáveis, são normais e fazem parte da vida.

É importante sabermos lidar com as nossas emoções da forma mais saudável possível. Te asseguro você vai se sentir muito mais confiante e motivado ao sentir-se no comando da sua alimentação e resolvendo suas questões de forma assertiva.

Como isso te parece?

Enfim, eu poderia escrever páginas e páginas sobre isso. Embora talvez isso tudo te pareça um pouco difícil, e não vou ser hipócrita e te dizer que é fácil, eu trabalho com isso há 15 anos e conheço bem a realidade e os meandros da mente de quem quer emagrecer.

E foi por tudo isso que eu criei o meu curso, chamado Emagreça Motivado – A motivação para emagrecer que você precisa.

Eu tenho certeza que você sabe tudo o que é preciso comer ou não comer para emagrecer. No entanto, como você pode ver, não é uma questão de conhecimento, e sim de como conseguir aplicá-lo ou de entender porque você não aplica o que sabe e o que te tira a motivação para aplicar.

E isso é uma questão comportamental que necessita de uma orientação muito mais individualizada e profunda do que a superficial dieta na folha de papel.

Enfim, qual foi a única coisa que você ainda não fez para emagrecer de forma sustentável e permanente? É exatamente nesse caminho que eu vou te conduzir.

Qual seria a sua ação ideal sabendo agora que existe um curso que aborda todas essas questões que ninguém aborda? É se inscrevendo no curso, porque não existe outro que aborde da mesma forma o emagrecimento sem fazer dieta.

Vou deixar abaixo todos os detalhes do conteúdo do curso e ao final o link para você começar, sem bla bla bla. É a sua oportunidade de ter acesso a tudo isso em muito mais em 7h de curso e mais 2 encontros online ao vivo comigo.

Aqui está conteúdo do curso, divirta-se!

Te vejo lá do outro lado!

Se quiser ler mais sobre assuntos semelhantes, esse post fala sobre como emagrecer sem passar fome, e nesse post do meu site pessoal, eu explico como as pessoas magras pensam sobre comer.

Abraços, Nutri Adri do Emagreça Motivado.